23 de dezembro de 2011

Eletrônica

Eletronica

O Que é Eletrônica?

Estuda o comportamento de circuitos elétricos/eletrônicos ou a fabricação de circuitos que contenham semicondutores, transdutores, resistores, capacitores, etc.

Curso de Eletrônica

O Curso

O ensino médio técnico em Eletrônica do Instituto de Tecnologia ORT tem três anos de duração.

Nossos alunos recebem uma formação que permite tanto a entrada direta no mercado de trabalho como o prosseguimento de estudos de nível superior.

O nível do ensino está adequado à idade dos alunos, aos seus conhecimentos prévios e ao tempo disponível (3 anos).

As matérias específicas contam com apoio laboratorial, dentro da filosofia da instituição de “aprender fazendo”. Ao longo de sua vida escolar, o aluno passa por diferentes etapas, do trabalho supervisionado ao trabalho independente.

Grade Curricular

Todos os cursos técnicos do ORT contam com a grade curricular completa do ensino médio, matérias de ensino tecnológico e de educação judaica.
O curso técnico de eletrônica conta com as seguintes matérias:

Ementas:

ELETROTÉCNICA: Natureza da eletricidade/ Padrões elétricos e convenções/ Lei s e teoremas de O Galvanômetro / Multímetros Analógicos para Medições em Corrente Contínua/ Multímetros Analógicos para Medições em Corrente Alternada/ Medições com Pontes

ELETRÔNICA BÁSICA 1 e 2 : definições sobre a eletrônica/ componentes usados na eletrônica/ estudo dos semicondutores/ Parâmetros - Estudo dos quadripolos/ Polarização e Estabilização dos transistores/ Amplificadores de múltiplos estágios/ Freqüência de corte e de transição/ Amplificadores realimentados

ELETRÔNICA DIGITAL: Informações Digitais e Analógicas/ Sistemas de Numeração/ Operações Aritméticas/ Circuitos combinacionais/ Circuitos seqüênciais/Circuitos de memória/Estudo dos microprocessadores.

PROGRAMA DE DESENHO/PROGRAMAÇÃO: Sistemas digitais e analógicos/ Agrupamento de bits/ Código ASCII/ Tipos de linguagem/ Linguagem C/ Práticas de laboratório/ Introdução à ciência dos computadores/ Desenho Eletrônico com utilização de gabaritos/ Desenho Eletrônico com utilização de software

SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES: Elementos de um Sistema de Comunicações/ Sistema de Comunicação por Sinais Elétricos/ Sistemas Via Cabo e Sistemas Via Rádio/ Propagação de ondas Eletromagnéticas/ Antenas/ Modulação em Amplitude/ Modulação em Freqüência Sistemas e Receptores de TV/ Satélites/ Sistemas de telefonia Celular e Telefonia fixa / Redes

REDES: Fundamentos da Comunicação/ Conectividade/ Equipamentos utilizados em uma rede/ Segurança de Redes/ Montagem de uma rede/ Sistema Wireless/ A Internet via TV a Cabo/ Outras tecnologias de conexão de redes

PROGRAMA DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS HARDWARE:
Gravação digital/ Funcionamento de CD’s MD’s DVD’s/ Interfaceamento( portas paralelas)/ Interfaces para Barramento

AUTOMAÇÃO E ROBÓTICA: Controladores/ Sensores/ Sistemas de transmissão de potência/ Robôs manipuladores/ Programação/ Aplicações Industriais

PROGRAMA DE PROJETO FINAL
O projeto final consiste na montagem de um circuito eletrônico pronto para ser utilizado.

Mercado de Trabalho

Todos os alunos do ORT formados em eletrônica adquirem experiência profissional através de um estágio supervisionado de pelo menos 220 horas. No mínimo 120 horas devem ser cumpridas através de estágio em empresas ou instituições da área. As 100 horas restantes correspondem à matéria Projeto Final.

Os alunos graduados no curso técnico em eletrônica do ORT estão habilitados para atuar como profissionais em:

  • Empresas eletro/eletrônicas na execução de tarefas relativas a controle, montagem, projeto e manutenção de aparelhos e equipamentos.
  • Empresas fabricantes de equipamentos e prestadoras de serviços em operadoras de telefonia e televisao a cabo.
  • Empresas de informática na manutenção e instalação de microcomputadores e periféricos.
  • Mercado de Trabalho em Eletronica

Corpo Docente

Coordenação:

Eng. José Fernando da Cruz Nunes

Professores:

* João Antonio Pinto de Pinho: Engenheiro, PUC
* Maurício Bochner: Engenheiro Eletrônico, UGF
* Mario de Castro Braz: Téc. Hardware, ORT; Téc. Eletrônica, Col. Anderson; Téc. Programação, PUC
* José Fernando da Cruz Nunes: Engenheiro Elétrico, USU; Mestrando em Educação, UNESA
* José Fiel: Engenheiro Elétrico, USU
* Vanderlei Damaceno de Carvalho: Engenheiro Elétrico, USU

Equipe Técnica:

* Wendel Lima de Moura: Técnico em Eletrônica, ORT

Projeto Final

Todos os alunos graduados com o diploma do ORT realizam um projeto de fim de curso, na matéria projeto final, nos moldes dos trabalhos de monografia. Desenvolve-se durante o 3º ano, nas aulas para isso destinadas e, também, fora do horário de aula. O Projeto final de eletrônica equivale a 100 horas de estágio e consiste na montagem de um circuito eletrônico pronto para ser utilizado.

Os alunos trabalham em grupos (3 no máximo), em um tema de seu interesse escolhido de comum acordo com o Professor. Cada grupo procura e elabora a informação sobre o tema; planeja, organiza e desenvolve as atividades de laboratório correspondentes; analisa os resultados; e, finalmente, apresenta o trabalho realizado e suas conclusões.

O projeto final tem os seguintes objetivos :

  • Auxiliar o aluno no desenvolvimento das atividades de elaboração de projeto e apresentação de seu produto final ;
  • Integrar em um exercício as várias disciplinas e assuntos abordados durante o curso ;
  • Avaliar o nível de aprendizado e de capacitação profissional oferecido pelo curso.

  • Projeto Final de Eletronica

1997 1998 1999 2000 2001 2002 2004 2005 2006 2007 2008
2009 2010 2011

TURMA 2011

TÍTULO AUTORES
ROBÔ AZULAY - Robô capaz de desenhar. - Alexandre A. A. Fonseca
- Willam Almeida
- Maria Eduarda Simões
TRANSMISSOR ESPIÃO - Transmissor FM. - José Carlos P. A. Fonseca
- Rafael Martins Gozzi
- Luiz Paulo A. S. Ferreira
Voltar

TURMA 2010

TÍTULO AUTORES
Neris Decmetal (Detector de metais)
Descrição: O objetivo desse projeto é de criar um circuito capaz de detectar qualquer tipo de metal. Com ele, será possível acusar a presença tanto de moedas à 5cm de distância, quanto de outros objetos metálicos de tamanho expressivo.
- Daniel Nussin Ferreira Plattek
- Lucas Rodrigues
Jardineiro Fiel
Descrição: Tem como objetivo eliminar o trabalho repetitivo humano com um irrigador automático controlado pela umidade da planta.
- Daniel Borges de Souza
- Luis Filipe Guilam Tavares
- Gabriel Ribeiro Relvas
Click
Descrição: O projeto consiste em um controle para ligar e desligar, à distância, aparelhos conectados à tomada, através de um transmissor e receptor infravermelho.
- Arthur Eichbauer Pompeu
- Thais Linhares dos Santos
Voltar

TURMA 2009

TÍTULO AUTORES
MOBILE SPY ( ESCUTA ESPIÃ ) Descrição: - O som que estiver sendo emitido será captado pelo microfone de eletreto, que transformará este som em sinais elétricos. - Daí será enviado para a 1ª etapa de amplificação, através de um transistor BC547 (T1). - Através de um outro transistor (T2), uma pequena bobina, trimmer, capacitor
de feedback e um resistor, o sinal elétrico é ajustado à uma freqüência de cerca de 90 MHz (faixa de FM). - Este sinal elétrico, agora a 90 MHz, passa por uma última etapa de amplificação, e daí é jogado para a antena, e daí para o “mundo exterior”
- Alexander Manela
- João Vitor M. da Silva
- Vitor Vinícius Somogy
CLEPER
Descrição: Nosso projeto (Interruptor Eletrônico Controlado por Som ou “Clapper”) basicamente busca acessar equipamentos elétricos à distância. O circuito principal é dividido basicamente em três partes: Amplificador, Temporização e Acionamento. No início do circuito há o microfone, que capta os sinais de som do meio ambiente, como uma palma. Só que esse sinal é muito fraco. Logo, ele precisa ser amplificado. Essa é a função do TL072, um Circuito Integrado (CI) que é alimentado simetricamente. Com essa informação ampliada, ela será temporizada. O CI NE555 (ou 555), sempre que receber um pulso na entrada (pino 2 - trigger) irá elevar a tensão da saída para o valor máximo (da fonte). Depois, o sinal de uma palma chega a um Flip-Flop tipo D (pino 3 - clock) que pega o sinal de entrada e joga para a saída através de um único pino, que é acionado e libera uma tensão na saída, capaz de ativar o circuito principal. Em nossa apresentação, usamos na saída, para fins apresentativos e de divertimento, um circuito sequencial de LEDs que acendem em ordem, controlado pelo CI 4017 (pino 14 - clock) e por um gerador de sinal do multivibrador (pino 3 do 555). Na saída é gerada uma tensão de 5V capaz de acionar o circuito sequencial.
- Luiz Alberto Mecenas
- Renan Kogut
- Rodrigo Borges
6° SENTIDO
Descrição: O circuito consiste em um sensor de proximidade foto-sensível acoplado a um óculos. Esse sensor é confeccionado na forma de uma caixa pequena (de tal modo que sua utilização seja quase imperceptível) que poderia ser presa aos cintos, em bolsos de calças ou até mesmo de camisas. Desta caixa sai um fino cabo que se liga ao receptor de luz infravermelha. Este ficará preso de modo sutil na haste dos óculos, para que o portador não se sinta incomodado com o produto. O circuito ainda terá embutido um fone de ouvido que sairá da haste dos óculos que o usuário utilizará, apropriando-se assim do sentido da audição no auxilio à percepção de qualquer obstáculo que esteja à frente do sensor e possa vir a ser um risco em potencial.
- Ian Muniz
- Pedro Di Luccio
- Tiago Assayag
- Victor Andrés
Voltar

TURMA 2008

TÍTULO AUTORES
CIDADE AUTO - SUFICIENTE
Descrição: Com a atual preocupação mundial com o meio ambiente, o grupo em questão desenvolveu um projeto com o intuito de mudar a matriz tradicional de utilização de energia. A opção escolhida foi a energia eólica, onde a energia motora foi transformada em energia elétrica. O projeto também conta
com circuitos com sensores para as casas, postes de luz sensíveis a luminosidade do ambiente e semáforos automáticos. Tudo simulando uma situação real de uma cidade.
- Samia Simas
- Yuri Robert
- Miguel Vieira
- Allan Guedes
ARM-ROBOT
Descrição: Consiste em um motor controlado por uma placa que suas funções imitam o movimento de um braço. A descrição do projeto final consiste em três partes: o software (programa), interface (placa de circuitos) e os sensores.
- Bernardo Dantas
- Fábio Schor
- Leo Herszenhaut
CRUZAMENTOS DE SEMÁFOROS
Descrição: O controle adequado dos semáforos de uma área urbana é fundamental para o seu desenvolvimento, e o problema do congestionamento de veículos acaba atrapalhando muitas pessoas, tanto a caminho do trabalho quanto a passeio. Para evitar essa problemática foi criado este projetoconstituído de um circuito microcontrolado de semáforos.
- Alex Cohen
- André Frankental
- Pedro de Oliveira
Voltar

TURMA 2007

TÍTULO AUTORES
Segurança Consciente
O projeto é uma alternativa para minimizar o gasto de energia, tendo em vista a gravidade dos problemas vivido pelo homem e sentido pela natureza: a poluição ambiental.
- Ricardo Bensabath Damiani
- Wendel Lima de Moura
Sinal Escolar Microcontrolado
Sinal eletrônico microprocessado com marcação de horários pré-definidos e com a possibilidade de alteração da programação via computador
- Eduardo Frimer
- Marcelo Politzer Couto
- Peter Gomes Brasil
Estabilizador de Temperatura TY®
Aciona a saída de um circuito através de um sensor de temperatura, utilizando circuitos comparadores, temporizador e sensor.
- Hélio Kennzo Yamágata
- Victor Lopes Takahashi
Portão Eletrônico
Utiliza lógica combinacional digital para controle de posicionamento de portão. O mesmo deverá ficar aberto ou fechado dependendo da posição do carro.
- Bernard Gandelman
- Gabriel Schechter S.
Voltar

TURMA 2006

TÍTULO AUTORES
Medidor de eficiência de gastos elétricosO medidor de eficiência e gastos elétricos mede a tensão da tomada em que um determinado aparelho encontra-se ligado, em seguida a corrente que o mesmo consome. Esses dados são armazenados e enviados ao computador, onde será determinada a potencia gasta em uma hora. Esse valor multiplicar-se-á pelo valor médio cobrado pela light, mostrando como resultado final o gasto por hora em reais. O medidor de eficiência e gastos elétricos tem por principal objetivo verificar qual é o aparelho mais eficiente em uma loja - na hora de comprá-lo - e estimar a despesa mensal. Medindo o consumo, podemos controlar o tempo em que nossos eletrodomésticos devem permanecer ligados para não excedermos nosso limite pecuniário. - Camila S. Figueiredo
- João Augusto M. Marzagão
- Hyrllann A. De Souza
Sistemas de SegurançaProjetar um sistema de segurança, capaz de proteger uma casa contra invasões, sejam elas via portas ou janelas; depois que a invasão foi detectada, o sistema deve fazer com que todas as portas de acesso ao cômodo invadido sejam travadas imediatamente, a fim de impedir o acesso do possível ladrão
ao resto da casa. Além de contar com senhas para ativar e desativar o sistema, e senha falsa, para quando a pessoa estiver sendo rendida, este sistema possui uma conexão direta com a guarda responsável pelo condomínio da casa para onde o mesmo foi projetado, assim, logo no ato de invasão, a guarda será avisada. Ele possui também um alarme sonoro, para alertar moradores
próximos de que a casa está sendo invadida, possui câmera de vídeo, a qual irá começar a gravar tudo que ocorre nos cômodos, assim que o sistema dispara, fora outros recursos, que serão desenvolvidos.
- Jorge Henrique M. Calil
- Wilton Vacari Filho
Identificador de placas de veículos via rádioO projeto visa a identificação de placas de veículos. O Pagamento da estadia de um veículo pode ser facilitada com a implementação deste projeto. A idéia é substituir a aplaca metálica por um chip que facilmente identificaria o veículo, através de um rádio transmissor. - Nicolau S.
- Aiex Marani Ferreira
Voltar

TURMA 2005

TÍTULO AUTORES
Circuito ? Dosagem de mistura de combustível controlado através de um circuito microcontrolado. Luz Intermitente com relé O projeto permite construir uma luz intermitente com um LED. Apesar de muito simples, é um dos circuitos que mais agrada aos hobistas ou estudantes de Eletrônica. Utliza um cI 555 como um multivibrador
Astável.
- Edgar Brakarz Lubicz
- Eric Duarte
- Daniel Kawasaki
Voltar

TURMA 2004

TÍTULO AUTORES
Sistema de Aquisição e Registro de Dados (DATA-LOGGER)Sistema eletrônico capaz de adquirir e registrar dados em uma memória interna com data e hora para posterior análise do usuário. - Leon S. Kacowicz
- Jaime B. Frenkel
Automação de EstacionamentoOrientação e controle de vagas disponíveis, proporcionando agilidade e conforto ao usuáriodo estacionamento. Utilização de sensores de luz localizados nas vagas controlados por microprocessador. - Jonas H. Salem
- Victor José G. de Oliveira
Sistema de Segurança Via Internet -Controle de dispositivos destinados a segurança através da Internet como: câmera, tranca, alarmes e outros. - Fernanda Ribeiro de F. Alcázar
- Henrique Vaisman Pinto
- Breno Barreto de Oliveira
- Maria Adelia A .de Aratanha
- Yuri Mendes Martins
Dispositivo de Sinalização de Trânsito Microcontrolado.Lanterna construída por matriz de LED’S controlada por microcontrolador que personaliza as sinalizações do veículo como: seta, pisca-alerta, ré, freio e lanterna. - Paula Mey de A . e Sousa
- Harley Guirado G. Neto
Voltar

TURMA 2002

TÍTULO AUTORES
DJ Dolphin:
Sensor de proximidade: medidor de distância através da modulação
da amplitude de um sinal ultra-sônico.
- Daniel Jungstedt Arditti
- Jansen Moreira Pinto
Luminix:
Realiza efeitos luminosos diversos em led`s, programado em assembly num 8031 da INTEL.
- André Snaider
Identificador de Pardais:
Localiza previamente a presença de pardais eletrônicos
ao longo das vias.
- Márcio Lerner
- Tiago Leite
Circuito de Vigilância:
Controle por interfaceamento de sensores.
- Bruno Messer
- Lázaro Seton
- José Francisco Dancing
Voltar

TURMA 2001

TÍTULO AUTORES
Carro automático: O circuito eletrônico controla motores do protótipo
através de comandos preestabelecidos na memória.
- Carem Mercio
- Leonardo Gomma
- Rafael Brazil
Pega x Põem: Um robô que programado para pegar objetos através de um eletroimã. - Rony El Mann
- Eduardo Suaiden Klein
- Leonardo Kaufman
Amplificador e mixer: Circuito de amplificação de sinal e misturador de freqüências. - Victor Zornoff de Mattos
- Éder Pinheiro Costa
- Rodrigo Abreu de Oliveira Santos
Detetor de metais: Através de um circuito eletrônico, o dispositivo é capaz de detectar metais ajustando sua sensibilidade pelo seu tamanho. - Luane de jesus Mendonça Aires
- Bruno Paulo Usiglio Kovacs
- Felipe Sherman
Voltar

TURMA 2000

TÍTULO AUTORES
Circuito de emergência com contador.Com a falta de energia elétrica fornecida pela empresa de energia, este circuito supre a falta da mesma, registrando as vezes que houve o corte de energia. - Helio Trib
- Mauro Ejzenberg
Alarme de aumento de temperatura com display de cristal líquido. Mede a temperatura e acusa através de um circuito de alarme quando a mesma supera a temperatura pré determinada. - Gustavo Spritzer
- Luiz Aizemberg
- Luiz Gabriel Vasconcelos
VelocímetroAcusa a velocidade em um mostrador, através de um sensor colocado na roda dianteira de uma bicicleta em que todas informações são controladas por um microprocessador. - Alexandre Carneiro
- Bernardo Dias.
Voltar

TURMA 1999

TÍTULO AUTORES
Leitura em infravermelho - Alexandre Klang
- Rafael de Pinho André
Timer com infravermelho de longo alcance. - Aron Zeitune Geoffroy
- Pedro A R Rodrigues.
Sequencial de luz - Cícero R. M. Bezerra
- Daniel Bijarano
- Gabriel M. Antunez
Display programável pela porta paralela - Patrick S. França
- Diogo G. Bortoluzzi
- Rodolfo A M. Oliveira.
Interface com sensor e chave - Patrick Karlin
- Breno Aouila Santos
Voltar

TURMA 1998

TÍTULO AUTORES
Timer com memória - Breno V. Rodrigues
- Bruno Reis Braga
- Rafael Wajnsztajn
Contador de tempo p/ objeto em queda livre - Daniel Levitan
- Eduardo Rapaport
- Gabriel Epsztejn
Controlador de cultura Hidropônica - Felipe Maimon
- Samy Lederman
- Pedro Laronda Asi
Fonte transmissora por infravermelho - Felipe Jalom
- Priscilla Elman
Voltar

TURMA 1997

TÍTULO AUTORES
Interface com 6 displays programados por computador - Andrei M.Scheiner
- Leonardo Nahmias
- Nathan Feldman
Timer programado por computador - Diogo A Aquino
- Leonardo E. Chanea
- Rogerio Balaciano
- Victor Cristel
Chave de código - Fechadura eletrônica com segredo - Rodrigo C.Loureiro
- Rafael de O . Ribeiro
- Rafael Tenembaum
- Maurício Sidi Alganis
Módulo de aquisição de dados - Interface por computador - Liana Nigri
- Ricardo R. Lennerte
- Paulo Alexandre Lacerda
Voltar