Archives for 27 abr,2012

You are browsing the site archives by date.

, ,

Onde anda você, Ex-aluno?

Caio Grynberg – Processamento de Dados 1997:

Me formei no ORT em 1997, na turma de Processamento de Dados. Após a graduação, fui cursar Administração de Empresas na UFRJ e, posteriormente, fiz um MBA em Marketing e finalmente um Mestrado em Administração, ambos na PUC-Rio. Em paralelo à vida acadêmica, desenvolvi minha carreira na iniciativa privada. Ainda na faculdade, fui estagiário na Souza Cruz. De lá fui para a Integration Consultoria, Vale e Claro, trabalhando sempre nas áreas de Marketing / Vendas / Planejamento.

Quando estava na Claro, surgiu a oportunidade de ir trabalhar nos Jogos Pan Americanos do Rio de Janeiro. Sendo fã de esportes, resolvi me juntar ao Comitê Organizador. Na continuação dos Jogos Pan Americanos, fiquei para a bem sucedida Candidatura do Rio Janeiro às Olimpíadas de 2016. Durante o projeto, conheci a EKS, empresa de consultoria especializada em eventos esportivos, e me juntei a ela em 2010. Fui então para a Índia trabalhar por seis meses nos Jogos da Comunidade Britânica, e de lá vim morar em Lausanne, na Suíça, sede da minha empresa e também do Comitê Olímpico Internacional. Atualmente estou trabalhando em dois projetos: na candidatura de Glasgow para os Jogos da Juventude de 2018 e na Candidatura de Istambul para as Olimpíadas de 2020.

Aos atuais alunos do ORT, queria compartilhar minha opinião e experiência, após estes quase 15 anos desde minha formatura (como voa o tempo!). Desde o primeiro ano, quando ingressei no ORT, soube que não seguiria a carreira de Processamento de Dados, não me identificava com a área. Mas, mesmo assim, nunca cogitei sair. Porque? Eu nunca poderia imaginar estar onde me encontro atualmente. É impossível prever quais serão as oportunidades que aparecerão na vida de cada um de nós, mas é possível sim se preparar para quando estas surgirem. No atual mundo corporativo, que em breve vocês irão adentrar, existe uma divisão cada vez maior entre os empregos para aqueles altamente capacitados e os empregos “comuns”. E a distância entre ambos só tende a aumentar. A educação é, possivelmente, no início da carreira corporativa, o principal fator decisório. E o ORT é um grande diferencial nesse momento, o primeiro de outros que certamente vocês irão buscar, para se posicionar onde quiserem no mercado.

Tenho plena consciência de que, mesmo não tendo seguido na área de Processamento de Dados, o ORT me ajudou muito, de forma mais ampla, no desenvolvimento da minha carreira. Quando eu era mais jovem, incerto sobre que caminho seguir, não tinha plena consciência disso. Mas é engraçado como hoje vejo isso de forma tão clara. Queria então agradecer ao ORT por toda a preparação que me proporcionou, e desejar boa sorte para os atuais alunos nos seus próximos desafios!


Caio Grynberg

Clique aqui e veja outros depoimentos.

Read More