Archives for jul,2009

You are browsing the site archives by date.

ORT leva aluna a seminário no Instituto Weizmann

Desde 2007, o ORT Mundial seleciona 20 dos melhores alunos de suas escolas em dezenas de países para participar do Seminário Internacional de Ciências no Instituto Weizmann, em Israel. E, pela terceira vez consecutiva, alunos do ORT Brasil estão entre os selecionados. Este ano, quem representará o ORT Brasil no Instituto Weizmann é Clara Magdalena Gomes, aluna do último ano do Ensino Médio, que faz especialização em Biotecnologia. Clara receberá do ORT Mundial uma bolsa que inclui passagem aérea, hospedagem, alimentação e demais despesas em Israel.

Em 2007 foram Fernanda Nunes e Fernando Frenkel, e em 2008 André Frankenthal e Tiago Domingues.

2007
2008
Fernanda e Fernando
André e Tiago

O Instituto Weizmann é reconhecido internacionalmente como um centro de excelência em diversas áreas do conhecimento científico. Seu Seminário Internacional de Ciências este ano será realizado de 2 a 21 de agosto. O programa conta com palestras e trabalhos de laboratório em biotecnologia, bioinformática, ciências dos materiais e nanotecnologia, tratamento fotodinâmico do câncer, pesquisas do cérebro, engenharia genética, física de partículas e criptografia. Os alunos terão oportunidade de atuar em pequenos grupos nos diversos laboratórios da instituição, sob a supervisão de instrutores do Instituto Weizmann. Eles trabalharão em seus próprios projetos de pesquisa, escolhidos nas áreas de bioquímica, biologia, química, ciências matemáticas e computacionais e física.

O ORT é o único colégio de ensino médio no Brasil que oferece esta fantástica oportunidade aos seus alunos. Parabéns, Clara. Aproveite a viagem!

Read More

Já começaram as inscrições para 2010

ORT oferece visitas guiadas para que novos alunos e seus pais possam conhecer melhor a escola.


ORT inicia suas inscrições para o ano letivo de 2010. A escola oferece vagas do sexto ao nono ano do Ensino Fundamental e para a primeira série do Ensino Médio Técnico.

No Ensino Fundamental, a proposta educacional do ORT é colocar mais cedo os alunos em contato com Ciência e Tecnologia. Já para o Ensino Médio, com duração de três anos, o diferencial da escola é seu currículo profissionalizante nas áreas de Biotecnologia, Comunicação Social, Programação e Eletrônica.

Para apresentar o ORT a novos alunos e a seus responsáveis, a escola está organizando uma série de visitas guiadas. Nelas, o diretor mostrará as dependências da instituição e explicará o que faz do ORT uma das melhores escolas do país.

Para agendar uma visita, basta ligar para o telefone 21-2539-1842.

Espalhe esta idéia!

Se você é pai de aluno, sócio ou ex-aluno, uma das melhores e mais simples formas de ajudar o ORT é divulgar a escola entre seus amigos com filhos em idade escolar para que possam conhecer um pouco sobre a instituição e, quem sabe, agendar uma visita.

Read More
,

Alunos brilham na Olimpíada de Matemática


Após o excelente desempenho na recente Olimpíada Brasileira de Informática, os alunos do ORT voltaram a destacar-se em uma competição nacional de conhecimento. Dezoito deles passaram para a segunda fase da Olimpíada Brasileira de Matemática (www.obm.org.br), organizada pela Sociedade Brasileira de Matemática e pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada. Participaram desta primeira etapa da competição estudantes dos Ensinos Fundamental (a partir do 6º ano), Médio e Universitário de instituições públicas e privadas de todo o Brasil. A segunda fase será realizada no dia 12 de setembro e terá questões de múltipla escolha e discursivas.

Veja a lista completa dos alunos do ORT que passaram pela primeira fase:

Nível 1 (6º e 7º ano, Ensino Fundamental): Marcelo Kogut e Rafael Arthou Stein

Nível 2 (8º e 9º ano, Ensino Fundamental):
Alan Lederman Kopiler, Alon Y. Gelbvaks, Bruno Felipe Leitão Almeida, Camila Wajsman Passos, Ciro de Souza da Silva Monteiro, Leticia de Cassia Lima Gomes, Luccas Laquintinie Amaral e Paula Frenkel.

Nível 3 (Ensino Médio): Gabriel Santana Cutrim, Giovanna Carneiro Ronzé Pedreira, Letícia Lütke Riski, Nina Barreto Machado, Raissa Zylberglejd, Renan Kogut, Thais Linhares dos Santos, e William Almeida Assad dos Santos.

Read More
,

Do ORT para os EUA

Um ensino Fundamental e Médio de alta qualidade pode ser a porta de entrada para uma vida acadêmica repleta de oportunidades. É o que ensina a trajetória do jovem André Sterenberg Frankenthal. Formado em 2008 no Ensino Médio Técnico em Eletrônica no ORT Brasil, André acaba de ganhar uma bolsa de estudos integral para cursar o ensino superior no prestigioso Reed College, em Portland (EUA).

Como aluno do Instituto de Tecnologia ORT, André teve sempre excelente desempenho, conquistando premiações por ser o melhor aluno de sua turma, medalhas em diferentes edições da Olimpíada Brasileira de Informática e seleção para o Seminário Internacional de Ciências do Instituto Weizmann, em Israel.

Em mais uma conquista, onde uniram-se seu talento pessoal e a sólida educação recebida no ORT Brasil, André foi selecionado entre mais de 3 mil candidatos a uma bolsa de estudos para esta importante universidade americana. Todos no ORT Brasil temos a certeza de que André prosseguirá sua trajetória de sucesso neste novo desafio. Vamos continuar a acompanhá-lo e a torcer por ele.


André na Formatura do ORT 2008

Read More
,

Apresentação de projetos

No dia 07 de julho, os alunos da 3ª série do Ensino Médio Técnico do ORT fizeram para seus pais uma apresentação da versão preliminar de seus projetos de final de curso de 2009. Os projetos são desenvolvidos nos moldes dos trabalhos de monografia e são necessários para que se obtenha o grau de técnico em cada especialidade escolhida (Biotecnologia, Comunicação Social, Eletrônica ou Programação). Eles visam demonstrar o que foi aprendido durante os três anos de ensino tecnológico no ORT.


Projetos de Biotecnologia

Projetos de Comunicação Social

Projetos de Eletrônica

Projetos de Programação

Para elaboração dos projetos, os alunos trabalham em pequenos grupos, dentro de um tema de seu interesse, escolhido de comum acordo com um professor orientador. Cada grupo pesquisa e elabora a informação sobre o tema escolhido; planeja, organiza e desenvolve as atividades de laboratório correspondentes; analisa os resultados; e, finalmente, redige o trabalho realizado e apresenta suas conclusões. Os projetos finais têm os seguintes objetivos:

– Auxiliar o aluno no desenvolvimento das atividades de elaboração de um projeto e de apresentação de seu produto final;
– Integrar em um exercício único as várias disciplinas e assuntos abordados durante o curso;
– Avaliar o nível de aprendizado e de capacitação profissional oferecido pelo curso.

Os projetos finais incluem trabalhos de pesquisa, experimentação e aplicação de técnicas específicas, construção de equipamentos, realização de protótipos, confecção de projetos gráficos, produção de vídeos ou filmes, criação de objetos, programas ou sistemas de computador etc.

Títulos e autores dos projetos finais:
– Biotecnologia (Veja Aqui)
– Comunicação Social (Veja Aqui)
– Eletrônica (Veja Aqui)
– Programação (Veja Aqui)

Read More
,

Encontros com os pais

No dia 29 de junho, o ORT iniciou uma série de reuniões com os pais de seus alunos, os coordenadores e o diretor da escola. Nesses encontros, os responsáveis são informados sobre os trabalhos em desenvolvimento e sobre a estrutura e a organização dos cursos do ORT, além de seu planejamento para os próximos anos. São visitados também os laboratórios utilizados pelos alunos.

Reunião com os pais dos alunos do Ensino Fundamental

Reunião com os pais dos alunos de Biotecnologia

Reunião com os pais dos alunos de Eletrônica

Reunião com os pais dos alunos de Informática

Read More
,

Cooperação com ORT Argentina

ORT Brasil e ORT Argentina estabeleceram acordo de intercâmbio de experiências educativas inovadoras. Na primeira atividade desta cooperação, a Coordenadora de Ciências Naturais do ORT Argentina, professora Silvia Fijalkow, visitou a sede do ORT no Rio de Janeiro, onde teve reuniões de trabalho com a Coordenadora de Biotecnologia do ORT Brasil, Dra. Maria Antonia Malajovich, e presenciou aulas experimentais ministradas na escola.

A professora também visitou o Núcleo Experimental de Estudos Ambientais/ORT em Petrópolis, onde participou de trabalhos de campo junto com os alunos da 2ª Série de Biotecnologia.

Prof.ª Maria Antonia Malajovich e Silvia Fijalkow
Prof.ª Maria Antonia Malajovich e Silvia Fijalkow


No laboratório do ORT Brasil em Petrópolis

Read More

Escola monitora gripe A

ORT se previne contra doença e oferece informações a pais e alunos.

O ORT está acompanhando atentamente a evolução dos casos da gripe A na cidade. Segundo o diretor Hugo Malajovich, a escola já adotou procedimentos preventivos e observa alunos, corpo docente e funcionários para identificar e atuar imediatamente em casos de sintomas da doença.

“Ao invés de, por exemplo, utilizar o ar condicionado, estamos deixando janelas e portas abertas nas salas de aula. Também estamos evitando atividades que reúnam muitos alunos em locais fechados e fazendo limpeza e desinfecção diária das salas e dos laboratórios. Estamos recomendando a todos lavarem as mãos frequentemente e utilizar copos descartáveis ao beber água nos bebedouros do colégio”, esclarece o diretor.

Perguntas e respostas sobre a doença.

O que é a gripe A?
É uma doença respiratória altamente contagiosa, causada pelo vírus influenza A, do subtipo H1N1.

Quais os sintomas em humanos?
Os sintomas geralmente são similares ao da gripe comum. Eles surgem subitamente e incluem febre alta (igual ou acima de 38º), tosse, letargia, falta de apetite, irritação nos olhos, coriza, dor de garganta, dor de cabeça intensa, dor nos músculos e nas articulações. Podem ocorrer, também, náusea, vômitos e diarréia.

Como são definidos os casos suspeitos?
O Ministério da Saúde considera um caso suspeito da doença quando o paciente apresenta febre alta e tosse (podendo ter outros sintomas, como dor de cabeça, dores no corpo e dificuldade respiratória) até 10 dias após sair de países que reportaram casos, ou após ter contato próximo (nos últimos 10 dias) com pessoa classificada como suspeita de infecção.

Em quanto tempo, a partir da transmissão, os sintomas aparecem?
Os sintomas podem iniciar no período de 3 a 7 dias após contato com o vírus e a transmissão ocorre, principalmente, em locais fechados.

Quanto tempo antes e depois de apresentar os sintomas o paciente infectado pode transmitir a doença?
Os médicos acreditam que a transmissão pode ocorrer até 24 horas antes de os sintomas aparecerem e até dez dias depois.

Qual a diferença em relação aos sintomas da dengue?
Na dengue não há sintomas respiratórios, como coriza e tosse, e as dores no corpo podem ser mais pronunciadas.

Qual a diferença entre a gripe A e a gripe comum?
Diferenças entre os sintomas da gripe comum e os da gripe A

Sintomas Gripe Comum Gripe A
Febre Não chega a 39ºC Início súbito a 39ºC
Dor de cabeça Pouca Intensa
Calafrios Esporádicos Frequentes
Cansaço Moderado Extremo
Dor de garganta Forte Leve
Tosse Menos intensa Seca e contínua
Secreção nasal Forte Pouco comum
Dores musculares Moderadas Intensas
Dor nos olhos Leve Intensa


A gripe A pode matar?

A gripe comum mata entre 250 mil e 500 mil pessoas a cada ano, principalmente entre a população mais idosa, que possui a imunidade comprometida. As mortes em geral ocorrem por uma complicação da gripe, a pneumonia. A doença também pode predispor a infecções por bactérias. Os primeiros estudos indicariam que a letalidade da gripe A é menor.

Como ocorre a transmissão?
A transmissão ocorre da mesma forma que na gripe comum: por via aérea, por meio de espirros e tosse. Ela pode ser direta (a pessoa inala as partículas que estão no ar) ou indireta (a pessoa toca em objetos que foram contaminados por tosse ou espirro e leva a mão à boca ou aos olhos, trazendo o vírus para dentro do corpo).

Como evitar a doença?
Caso você tenha que viajar para regiões em que há número elevado de casos registrados, como EUA, México, Canadá, Chile e Argentina, é recomendável usar máscaras cirúrgicas descartáveis em locais de grande circulação de pessoas, evitar aglomerações, evitar o contato direto com pessoas doentes, lavar as mãos frequentemente com sabão e água, especialmente após tossir ou espirrar, e evitar levar as mãos à boca e aos olhos.

O que fazer se estiver com suspeita da doença?
É preciso procurar um médico e informá-lo da suspeita, como por exemplo uma recente viagem a um país onde há casos registrados. A OMS recomenda que as pessoas com sintomas não saiam de casa e evitem aglomerações. É necessário repouso e ingestão de líquidos. É recomendado também que a pessoa cubra sua mão e o nariz quando for espirrar e lave as mãos com frequência.

Há uma vacina que possa proteger a população humana contra essa doença?
Ainda não existe vacina contra esse novo subtipo de vírus da influenza, mas os pesquisadores acreditam que ela estará pronta em poucos meses.

A vacina contra gripe comum protege contra a gripe A?
Não há, até o momento, nenhuma evidência de que a vacina contra gripe comum proteja contra gripe do vírus A (H1N1).

Fontes: UOL Ciência e Saúde, CDC (Centro de Controle de Doenças nos EUA), OMS (Organização Mundial da Saúde), Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Ministério da Saúde, Gustavo Johanson (infectologista da Universidade Federal de São Paulo), Folha Online, Reuters, BBC Brasil e Acindar.

Leia mais sobre a gripe A em:

http://www.cdc.gov/h1n1flu/#stay_healthy
http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/tutorials/h1n1flu/id589101.pdf

Read More